Compartilhe!

Nesta obra, Levin explica como os elementos centrais do marxismo estão difundidos na sociedade e na cultura — desde as escolas, imprensa e corporações até o cinema, programas de entretenimento, Hollywood e a presidência de Biden — e como é, muitas vezes, disfarçado em rótulos enganosos como “progressismo”, “socialismo democrático”, “ativismo social” entre outros para parecer algo bom, quando na verdade não passa de uma ideologia para privar a liberdade individual.

“A contrarrevolução à Revolução Americana está em pleno vigor. E não pode mais ser descartada ou ignorada, pois está devorando nossa sociedade e cultura, girando em torno de nossa vida cotidiana e se faz onipresente na política, escolas, mídia e entretenimento” (Levin, Mark. Marxismo Americano. Editora Citadel, 2021)

Com análise incisiva, Levin investiga a psicologia e as táticas desses movimentos, sob uma ótica de lavagem cerebral generalizada de estudantes, dos propósitos antiamericanos da Teoria Crítica da Raça e do Green New Deal, e da escalada da repressão e censura para silenciar vozes de oposição e fazer cumprir a conformidade.

“ O movimento de ‘mudança climática’ (antes esfriamento global e aquecimento global) é um movimento anticapitalista, de decrescimento, que vai empobrecer os americanos. No fundo, ele é uma guerra de base ampla contra seus direitos de propriedade, liberdade e estilo de vida.” (Levin, Mark. Marxismo Americano. Editora Citadel, 2021)

Ficha Técnica
Título: Marxismo Americano
Título original: American Marxism
Autor: Mark R. Levin
Editora: ‎Citadel Editora; 1ª edição (1 outubro 2021)
Capa comum: ‎ 336 páginas
ISBN-10: ‎ 6550471133
ISBN-13: ‎ 978-6550471132
Dimensões: ‎ 16 x 1.5 x 23 cm